Facebook Youtube Flickr
Notícias
A | A+
Imprimir Matéria
MOBILIZAÇÃO

Movimento em Defesa da CGU ganha impulso nos estados

Após renúncia do ex-ministro Fabiano Silveira, servidores permanecem mobilizados em prol da causa maior: Proteger a identidade institucional e reverter o rebaixamento do órgão

Publicado em 02/06/2016 às 16:26 | Autor: Juliana Martins | Acessos: 642


 

O Movimento em Defesa da CGU transcende os limites geográficos que demarcam estados e até países. A mobilização dos servidores da Controladoria-Geral da União (CGU) conquistou o apoio de importantes instituições nacionais e internacionais, - com destaque para a Transparência Internacional (veja aqui) – e alcançou cidadãos do mundo inteiro, por meio da ampla cobertura da imprensa (confira aqui). O ato público realizado na última segunda-feira, 30 de maio, que resultou na renúncia do então ministro Fabiano Silveira, demostrou a unidade e a força deste movimento (relembre aqui). Enquanto os colegas de Brasília seguiram em marcha até o Planalto, as regionais promoveram atos públicos simultâneos e articularam o movimento de entrega de cargos. Como resultado da ação, todos os chefes regionais colocaram o cargo à disposição em protesto à intenção do governo de manter o Silveira a frente da pasta (reportagem do G1).

 

Agora, vencida a primeira batalha, os servidores permanecem mobilizados em prol da causa maior: Proteger a identidade institucional e reverter o rebaixamento hierárquico do órgão. Para isso, o Movimento pede a revogação imediata dos dispositivos da Medida Provisória 726/2016 que alteram para Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle o nome da Controladoria, e a retiram da estrutura da Presidência da República.

 

Confira abaixo uma breve retrospectiva da mobilização em defesa da CGU nos estados.

 

20 de maio- SÃO PAULO

Após encontro com servidores da CGU, o procurador regional da República membro da Força Tarefa da Operação Lava-Jato, Carlos Fernando Santos Lima, utilizou seu perfil pessoal no Facebook para lamentar a extinção da Controladoria-Geral da União (CGU). Na postagem, Carlos classificou o fim da CGU como erro e ressaltou que o “órgão foi um grande parceiro do MPF nas ações de combate à corrupção (relembre aqui)."

 

24 de maio- PARAÍBA

Durante ato em defesa da CGU, controlador e procurador-Geral de João Pessoa, Severino Queiroz e Adelmar Régis, avaliam que “a extinção da CGU e a criação do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle representam uma clara perda de autonomia e a desconstrução de uma marca já reconhecida pela sociedade e pelos organismos internacionais (relembre aqui). ”

 

 

 

27 de maio – PARANÁ

Servidores da regional paranaense “recepcionam” o então ministro da Transparência, Fabiano Silveira, no aeroporto Afonso Pena. Silveira, que viajou ao estado para participar do XII Simpósio Nacional de Direito Constitucional, recebeu a comitiva em uma sala privativa da Infraero. No encontro, os servidores reforçaram o encaminhamento dos pleitos do Movimento em Defesa da CGU e pediram a volta imediata da Controladoria. No sábado, 28, a comitiva voltou a manifestar pela volta da CGU. Com cartazes e carros de som, os servidores foram pela manhã ao hotel onde o ex-ministro estava hospedado e seguiram em comitiva para o local do evento. Na entrada, o comboio de Silveira optou por uma entrada secundária para evitar o protesto dos servidores.

 

 

30 de junho- LAVAGEM DOS PRÉDIOS

Nos estados os servidores replicaram o protesto simbólico pela renúncia de Fabiano Silveira com a lavagem das calçadas dos prédios. A ação, que estampou manchetes nos mais importantes veículos de comunicação no Brasil e no mundo, também rendeu repercussão na imprensa local. Veja algumas das manchetes abaixo.

 

G1 PA

Servidores federais protestam contra a extinção da CGU, em Belém

JORNAL LIBERAL 2ª EDIÇÃO

Grupo de servidores da CGU fizeram manifestação, em Belém

G1 RN

No RN, servidores lavam calçada da CGU e pedem saída de ministro

 

Confira a relação completa no nosso clipping (acesse aqui).

 

 

01 de junho- CARAVANA DE TODOS OS ESTADOS PARTICIPAM DE ATO PÚBLICO EM BRASÍLIA (exceção do Acre)

Servidores lotados em 25 estados reforçam a terceira marcha ao Palácio do Planalto. Mais de 170 vieram à Brasília para integrar o ato público, que contou com 1,2 participantes (relembre aqui).

 

Veja na galeria abaixo algumas das delegações dos estados.

ico-fce-1248498586fd276f5178b4d3f2b7aa20.jpg ico-you-90c6251d1ea816aae592005c0d5e6892.jpg ico-flk-ec51aca45a2791d46190d2eadacb4464.jpg

SCLN 110, Bloco C, Loja 69/79 - Brasília - DF - (61) 2107-5000

© Unacon Sindical 2015. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: Felipe Lacerda Soluções Web