Facebook Youtube Flickr
Notícias
A | A+
Imprimir Matéria
CONTROLE SOCIAL

Marques participa do lançamento do projeto “De Olho na Saúde”; iniciativa visa aprimorar os serviços prestados à população do DF

Solenidade foi realizada no Hospital Regional do Paranoá nesta terça-feira, 9 de abril. O projeto é uma iniciativa da Controladoria-Geral do Distrito Federal

Publicado em 10/04/2019 às 11:48 | Autor: Juliana Martins | Acessos: 184


 

Com o objetivo de unir esforços da sociedade civil e do governo para aprimorar os serviços prestados nas unidades de saúde do Distrito Federal, a Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF) lançou o programa “De Olho na Saúde”, nesta terça-feira, 9 de abril. O projeto piloto será implantado no Hospital Regional do Paranoá, onde foi realizada a solenidade de lançamento. A convite da CGDF, Rudinei Marques, presidente do Unacon Sindical, participou do evento. 

 

Marques parabenizou o controlador-geral do Distrito Federal, Aldemario Castro, e subcontrolador de Transparência e Combate à Corrupção, Paulo Martins, pelos resultados já atingidos na área de controle nesses 100 primeiros dias de gestão. Em seguida, ele destacou a importância da inciativa.   

 

“O resultado da má política é o desentendimento da população. Portanto, é fundamental o aprimoramento institucional do Controle Interno, assim como as parcerias com a sociedade civil. Somente com o controle social atuando em parceria com o Estado é que poderemos garantir que cada real arrecadado seja convertido em serviços públicos de boa qualidade”, afirmou Marques. 

 

Para o controlador-geral, o envolvimento da população é essencial para resolver os problemas da área da Saúde.  “O funcionamento do Sistema de Saúde do DF é uma responsabilidade de todos nós, todos nós precisamos dar uma parcela de colaboração. Se nós não nos unirmos, se cada um não der sua parcela de colaboração, cada um não fizer o esforço que pode ser feito, com certeza a situação continuará do jeito que está ou vai piorar”, alertou. 

 

PROJETO PILOTO

O Hospital do Paranoá atende, em média, duas mil pessoas por mês. Segundo levantamento do governo, os pacientes são, em sua maioria, moradores de São Sebastião, Itapuã e da própria RA. Por isso, cada uma dessas regiões terá um representante no grupo que será formado. Além deles, voluntários, servidores do Hospital e da Secretaria de Saúde também vão compor a frente de trabalho. 

 

O subcontrolador de Transparência e Combate à Corrupção, Paulo Martins, explica como funcionará o trabalho. “A auditoria cívica vai virar um relatório, mas não um relatório apenas para apontar os problemas, mas também as soluções, e identificar as boas práticas que existem e merecem ser replicadas para todas as unidades de saúde do DF. Esse relatório vai sintetizar o que a sociedade junto com o governo identificou”.

 

Em seguida, haverá o Projeto de Intervenção. “Desse diagnóstico que a própria sociedade fez será levantado o que ela pode fazer pelo hospital. Uma mudança de foco, do que ela pode fazer, ciente de que o patrimônio é de todos nós. É isso que essa equipe vai identificar nessa fase de intervenção”, observou.

 

O lançamento contou ainda com as presenças da secretária de Estado da Mulher, Ericka Filippelli; da superintendente da Regional de Saúde Leste – Raquel Beviláqua; do presidente da Comissão de Educação, Saúde e Cultura, deputado Jorge Vianna; da esposa do vice-governador, Ana Paula Hoff; do presidente da Subseção da OAB no Paranoá, dr.Paulo Silva; dos administradores do Paranoá, Sérgio Damaceno, de São Sebastião, Alan Valin, de Itapoã, Alessander Capalbo; e dos respectivos presidentes dos conselhos de Saúde regionais, João Pereira; Maria Eraildes Sousa e Márcia Neves.

 

 

Com informações: CGDF 

ico-fce-1248498586fd276f5178b4d3f2b7aa20.jpg ico-you-90c6251d1ea816aae592005c0d5e6892.jpg ico-flk-ec51aca45a2791d46190d2eadacb4464.jpg

SCLN 110, Bloco C, Loja 69/79 - Brasília - DF - (61) 2107-5000 - CEP: 70.753.530

© Unacon Sindical 2015. Todos os direitos reservados.